O que somos

EME>>, Estúdio Móvel Experimental, é uma residencia móvel de pesquisa integrada em meio ambiente e sustentabilidade, entre arte, ciência e tecnologia. O projeto tem duas funções principais: seu design ser ecológico, isto é, desenvolver a máquina para que seja coerente ao meio ambiente e abrir espaço para artistas desenvolverem ações artísticas em sítios específicos. Este projeto é direcionado como uma plataforma interdisciplinar de pesquisa com foco na Mata Atlântica e sustentabilidade.

Os artistas e pesquisadores residentes no EME>> visitarão alguns municípios do estado do Rio de Janeiro também como festivais de arte, mídia e exposições. Uma de suas funções é alcancar público por meio de intervenções urbanas, publicações, documentação e interação utilizando plataformas de novas mídias como internet e redes sociais. Através deste projeto multidisciplinar pretende-se enfatizar a conscientização ambiental, histórica e artística do Estado do Rio de Janeiro.


EME >> Estúdio Móvel Experimental is a mobile residency working in a platform between art and science researching the natural environment and sustainability. EME >> has two main functions: as a customized camper van that is designed to be ecological, i.e., to adapt its machinery to the natural environment; and also as a mobile studio that can support facilities to explore the urban and natural environment, realize public/ live arts and educational events around the Guanabara Bay in the state of Rio de Janeiro. It opens space for artists and researchers to use the EME>> machine as a tool for communication and interface their work, the natural environment and the audience.



2 de set de 2010

Realidade Diminuida

PRIMEIRA RESIDÊNCIA
Alissa Gottfried
| Duque de Caxias | 6 á 17 de Setembro




Jardim Gramacho é um bairro do município de Duque de Caxias onde está localizado o maior aterro sanitário da América Latina. O local recebe, por dia, mais de 7 mil toneladas de lixo provenientes de mais dois municípios da Baixada Fluminense e também da cidade do Rio de Janeiro[1]..
Em dezembro de 2006, assim era caracterizado o bairro em reportagem da Agência Brasil:
Cquote1.svg Jardim Gramacho possui 20 mil habitantes e bolsões de miséria – 50% da população sobrevive de reciclagem. Sem saneamento básico, as pessoas moram em barracos de madeira e papelão e em palafitas. Cquote2.svg

Na mesma reportagem, constava que "após três décadas de uso do local para o despejo do lixo da região metropolitana do Rio de Janeiro, o governo carioca decidiu que, em 2007, desativará o aterro[2]." Desativação que não ocorreu, levando à saturação do aterro sanitário.

Leia mais sobre o Gramacho aqui
                                                                                         

Foto do Mangue do Gramacho por Alissa Gottfried


“Realidade Diminuida” é um trabalho que envolve oficinas e intervenções numa comunidade satélite do Jardim Gramacho. As atividades da residência incluem um programa de rádio, uma produção literária, um mapa semântico no FIC e a produção de uma maquete a partir de discussões sobre a re-utilização do lixo de forma criativa e funcional. Haverá uma exposição dos trabalhos na comunidade para os alunos, parentes e moradores. Todas as etapas do projeto serão documentadas e poderão ser acompanhadas via este blog.
Alissa é educadora popular e atualmente integra o coletivo I-Motirõ ministrando cursos de cultura digital com software livre em escolas públicas, eventos, ONG´s e Pontos de Cultura. Está criando uma editora libertária com livros artesanais e licença copy left de forma totalmente indendente usando apenas software livre, pela qual, pretende oferecer este serviço para a rede dos Pontos assim como para: projetos sociais, artistas, comunidades e crianças em situação de periferia cultural como um canal de comunicação, difusão e resistência da cultura e sabedoria popular.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário