O que somos

EME>>, Estúdio Móvel Experimental, é uma residencia móvel de pesquisa integrada em meio ambiente e sustentabilidade, entre arte, ciência e tecnologia. O projeto tem duas funções principais: seu design ser ecológico, isto é, desenvolver a máquina para que seja coerente ao meio ambiente e abrir espaço para artistas desenvolverem ações artísticas em sítios específicos. Este projeto é direcionado como uma plataforma interdisciplinar de pesquisa com foco na Mata Atlântica e sustentabilidade.

Os artistas e pesquisadores residentes no EME>> visitarão alguns municípios do estado do Rio de Janeiro também como festivais de arte, mídia e exposições. Uma de suas funções é alcancar público por meio de intervenções urbanas, publicações, documentação e interação utilizando plataformas de novas mídias como internet e redes sociais. Através deste projeto multidisciplinar pretende-se enfatizar a conscientização ambiental, histórica e artística do Estado do Rio de Janeiro.


EME >> Estúdio Móvel Experimental is a mobile residency working in a platform between art and science researching the natural environment and sustainability. EME >> has two main functions: as a customized camper van that is designed to be ecological, i.e., to adapt its machinery to the natural environment; and also as a mobile studio that can support facilities to explore the urban and natural environment, realize public/ live arts and educational events around the Guanabara Bay in the state of Rio de Janeiro. It opens space for artists and researchers to use the EME>> machine as a tool for communication and interface their work, the natural environment and the audience.



3 de nov de 2010

Oficina: "Uma Conversa entre Árvores" na Escola Camilo Castelo Branco (4/11 e 5/11)

Rachel Jacobs do grupo Active Ingredient estará conhecendo pessoalmente o grupo de alunos da Escola Camilo Castelo Branco. Esta foi a escola onde realizamos o intercâmbio a distância 'Dark Forest' entre Abril e Julho deste ano com escola na Inglaterra - Djanogly Academy, em Nottingham. Em colaboração com o Núcleo de Educação Ambiental (NEA) do Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Os dois dias de oficina esta semana entitulado ‘Uma conversa entre árvores’ será uma série de atividades trabalhando com tecnologia de celular e sensores ambientais, e a kombi EME>> como espaço de diálogo e produção.

Os jovens da escola estarão coletando medidas ambientais de árvores, e construindo paralelamente um mapa de dados utilizando objetos de feltro que refletem as medidas pesquisadas: temperatura, humidade, pressão atmosférica, decibéis e luz. Os jovens estarão criando visualizações baseadas no conceito de 'sensores humanos'.

As atividades, que são abertas para toda a escola, e oferecidas gratuitamente, são uma tentativa de apresentar e desenvolver o processo criativo envolvido na construção de visualizações sobre dados ciêntíficos. O exercício é de tornar o invisível visível. Explorando o meio ambiente por meio da arte, ciência e tecnologia.

A imagem de satélite abaixo mostra a proximidade desta escola ao Jardim Botânico e a Floresta da Tijuca:

Nenhum comentário:

Postar um comentário