O que somos

EME>>, Estúdio Móvel Experimental, é uma residencia móvel de pesquisa integrada em meio ambiente e sustentabilidade, entre arte, ciência e tecnologia. O projeto tem duas funções principais: seu design ser ecológico, isto é, desenvolver a máquina para que seja coerente ao meio ambiente e abrir espaço para artistas desenvolverem ações artísticas em sítios específicos. Este projeto é direcionado como uma plataforma interdisciplinar de pesquisa com foco na Mata Atlântica e sustentabilidade.

Os artistas e pesquisadores residentes no EME>> visitarão alguns municípios do estado do Rio de Janeiro também como festivais de arte, mídia e exposições. Uma de suas funções é alcancar público por meio de intervenções urbanas, publicações, documentação e interação utilizando plataformas de novas mídias como internet e redes sociais. Através deste projeto multidisciplinar pretende-se enfatizar a conscientização ambiental, histórica e artística do Estado do Rio de Janeiro.


EME >> Estúdio Móvel Experimental is a mobile residency working in a platform between art and science researching the natural environment and sustainability. EME >> has two main functions: as a customized camper van that is designed to be ecological, i.e., to adapt its machinery to the natural environment; and also as a mobile studio that can support facilities to explore the urban and natural environment, realize public/ live arts and educational events around the Guanabara Bay in the state of Rio de Janeiro. It opens space for artists and researchers to use the EME>> machine as a tool for communication and interface their work, the natural environment and the audience.



17 de set de 2009

Silvia Leal Residency- Day 2 - 17.09.09/ Estrada Real - Caminho Novo

Neste segundo dia de residência, fomos a prefeitura de Duque de Caxias, e apresentamos o projeto para a secretária de Cultura e Patrimônio, professora Gladis Brasa Figueira e Beto Gaspari do departamento de projetos de cultura.

Silvia realizou uma pesquisa de campo no município de Duque de Caxias que começou na antiga Igreja de São Bento, este a levou para a Igreja Nsa. Sra. Do Pilar. Dentro destes dois locais existem arquivos, entre fotos e mapas, dos portos onde os Portugueses levavam os metais preciosos para a Europa, ilustrando o Caminho do Ouro – Caminho Novo. Existiam vários, portos importantíssmos nos séculos XVII e XVIII.
Hoje pouco se algo resta, mas em chegar nestes locais havia conhecimento local sim obre a importância destes espaços. A Igreja Nsa. Sra. do Pilar é um patrimônio histórico e artístico nacional, tombado em 1938.

Sr.Alexandre, caseiro do Patrimonio Histórico da Igreja Nsa, Sra, do Pilar aceitou realizar a ação com a chama marítima nas margens do Rio Pilar, que hoje grande parte é soterrado. Neste aterro do Rio Pilar, Alexandre aceitou o bastão de Sr. Bee em Paraty, num jogo metafórico de revezamento.











































































1. Filme de 60 segundos com Alexandre, Caseiro do Patrimonio Histórico, a Ingreja Nsa Sra do Pilar.
2.
De manhã em Duque de Caxias, Praça Roberto Silveira em frente a Prefeitura. Conversando com Sra. Paula da Associação de Moradores de Duque de Caxias,o Sr. Daniel Ferreira do Comitê de Saneamento da Baixada Fluminense e Sr Sidney Campos Neves do Conselho Nacional de Educação e Meio Ambiente.
3. Instituto Profissional de São Bento. Agradecemos a Prof. Maria Claudia por nos receber e abrir a antiga Igreja de São Bento onde achamos referências históricas sobre a região da Baixada Fluminence e seus rios.
4. Ingreja de Ns Sra de Pilar a margem do Rio Pilar onde encontramos mapas e textos históricos, ilustrando o Caminho do Ouro; Paraty e Nossa Sra do Pilar.
5. Rio Saracuruna hoje, enquanto em busca do antigo Porto da Estrela no Rio Inhomirim que não achamos desta vez.





3. Igreja de São Bento - referências históricas sobre a região da Baixada Fluminence e seus rios.













4.
Caminhos do Ouro; Nossa Sra do Pilar.

















Um comentário: